segunda-feira, 4 de agosto de 2008

XIX Domingo Comum


«TU ÉS VERDADEIRAMENTE O FILHO DE DEUS»

Jesus dirige-se ao monte para orar a sós. Os seus discípulos fazem-se ao mar, sem o seu Senhor, que, sozinho, reza no monte. Ao longe, no meio do mar, vislumbram alguém que se lhes dirige. Aumentam os temores, diante do medo da presença de um fantasma ou outra qualquer fantasmagoria. A voz de Jesus acalma os seus temores, mas Pedro, levado pela temeridade, lança-se ao encontro de Jesus. Na dúvida, funde-se com as águas, porque não crê que Jesus se possa impor aos “ventos contrários”, às forças adversas, que se opõem à missão da comunidade. De facto, naquela barca, sem Cristo, está a imagem de uma comunidade nascente sem rumo, sem horizonte, sem força. Só com Cristo a sua fé tem sentido. Só por Cristo, nada há a temer. Porque Ele é, na verdade, o Filho de Deus. Porque duvidas?

0 Comments: